06/09/2009

FREQUÊNCIAS E VIBRAÇÕES


Na interpretação Física, freqüência seria o número de oscilações de um movimento vibratório por segundo, ou seja, Aceleração. E vibração por sua vez seria o movimento periódico das partículas de um corpo ou meio elástico, tremor do ar ou de uma voz; oscilação.

Claro que muitos mal se lembram das aulas de física no colégio, e podem estar se perguntando, o que importaria saber o que é freqüência e vibração para se desenvolver a mente ou qualquer capacidade paranormal?

A resposta: é fundamental! Pois é através deles que podemos entender todo o desenvolvimento não só do planeta, sistema solar, como de nós mesmos. Acontece que, se formos filosofar, questionar, chegaremos à idéia: tudo se define em freqüências. O que te diferencia de uma parede? A freqüência da mesma.

Entendemos: somos um corpo físico, formado por carne, músculos, veias, etc. Que por sua vez é constituído por células que são definidas pelo DNA que é feito de... Átomos. Estes átomos são os mesmos que formam seu computador, seus alimentos e tudo que entendemos como matéria. O que nos faz diferentes de tudo ao nosso redor são exatamente a freqüência e vibração das mesmas. Nos textos anteriores na qual foram explicado os Níveis Mentais, Aura e Chakras, citam que o funcionamento dos mesmos é feito por diferentes freqüências.

Há diversos ditos populares que falam sobre isso de uma maneira clara, por exemplo: Cuidado com o que desejas, porque pode conseguir. Isso nada mais é que a força de um pensamento, que cria uma freqüência que se expande atraindo tudo que é semelhante, isso também é bem comentado em Filmes como “O Segredo” e “Quem somos nós?”.

Com esta lógica, podemos claramente entender o porquê da alimentação, exercícios físicos e estudos serem tão importante para um crescimento pessoal. Pois, quanto mais acelerados, mais percepções irão ter. Começaremos a conseguir conduzir nossos pensamentos com mais ênfase e certeza de que iremos criar aquilo que queremos, se tudo é uma questão de atração, se desejamos certa coisa temos que estar como um imã para tais.

Mas vamos voltar ao átomo, à menor partícula da matéria que forma tudo que conhecemos. Ele ao receber informações (freqüências) se molda a um modelo de comportamento, que determina o ambiente que vivemos, mas antes de receber essa informação, o átomo não se comporta necessariamente como matéria e sim como uma onda. O átomo sem a informação se comporta como multidimensional, sendo assim, será que nós também não temos a possibilidade de acessar os diversos universos paralelos já estudados pela nossa ciência? Afinal, somos formados por eles, caberia apenas mudar a freqüência da informação.

Abaixo segue um trecho do filme “Quem somos nós?”, onde passa uma animação de um personagem conhecido como Dr. Quantum explicando uma experiência sofrida pelos elétrons, mostrando essa múltipla possibilidade de atuação.



video